30 de janeiro de 2013

Era uma vez...

Era uma vez a natureza
Era uma vez uma flor
Era uma vez um céu azul
Era uma vez toda beleza e alegria do mundo...
Os homens pediram isto e hoje todos lamentam.
Ao invés de acabarmos com o resto,
De tudo fizemos um pouco
Para vivermos felizes e de mãos dadas,
Homens e Natureza.

 (Cardoso, Viviane Rasia)

27 de janeiro de 2013

Não basta...


Não basta querer acordar de um sonho profundo,
            é preciso abrir os olhos para poder enxergar.
Não basta fechar a porta ao sair de casa,
            é preciso trancá-la para estar seguro.
Não basta ter um bom automóvel, de cor bonita,
            é preciso abastecê-lo de combustível para funcionar.
Não basta dizer que quer tal objeto,
            é preciso trabalhar, ter dinheiro e comprá-lo.
Não basta querer ter trabalho,
            é preciso procurar emprego para tê-lo.
Não basta dizer que será rico,
            é preciso ter coragem e garra para vencer obstáculos.
Não basta dizer que é generoso,
            é preciso ajudar os outros e mostrar sua generosidade.
Não basta querer ser alegre com as coisas,
            é preciso ser sorridente com a vida, para ser feliz.
Não basta viver e sonhar,
            é preciso conquistar ideais e concretizar estes sonhos.

(POZZEBON, Venceslau)

24 de janeiro de 2013

Quero ver o mar


Quero caminhar na areia, 
ouvir as ondas do mar, 
andando sempre pela beira, 
para poder apreciar.

            Não importa que esteja quente,
            eu quero ver o mar,
            pois um coração adolescente,
            quer apenas meditar.

Por um vão momento, 
sinto a solidão, 
confuso pensamento, 
de meu coração.

(ZAMBELLI, Tatiane Cristina)

21 de janeiro de 2013

Natureza e suas maravilhas


Se você gosta da vida, 
da natureza vai gostar. 
Tem flores de sobra, 
mas não vai dar para enjoar.

Mas se preferir os pássaros, 
não precisa se preocupar. 
A natureza tem muitos cantos, 
para você se encantar.

Pra quem gosta das árvores, 
a natureza é o ideal. 
Tem muitas folhas e frutos, 
para você saborear.

Mas se você sente medo, 
de um dia isto tudo acabar. 
Nós temos uma receita, 
para não lhe preocupar.

Aceite nosso palpite, 
e faça algo para melhorar. 
Para no dia de amanhã, 
não ter que se preocupar.

(MISTURINI, Sônia)

18 de janeiro de 2013

Consolo eterno


Não maldigo a hora que beijei teus lábios, 
Nem o instante do delírio atroz; 
Se o corpo em camas suplicou prazeres, 
Calei na alma, da loucura, a voz.

Na ânsia insane do desejo ardente 
Senti o mundo inteiro em tua boca 
E ao ver-te, assim, tão inocente e frágil, 
Te possuí, numa ansiedade louca.

Depois te perdi, eu já sabia 
Que para sempre eu te perderia 
No momento em que provasse o teu amor;

Mas preferi a certeza desse instante, 
Tão pouco, embora, o bastante 
Para levar eternamente o teu calor.

(CORRÊA, Sebastião Teixeira)

15 de janeiro de 2013

Partir


Partir é fugir 
Tentar livrar-se dos problemas 
Esquecer as angústias 
Procurar novos horizontes 
Novas esperanças 
Novas emoções 
Criar novos ideais 
Lutar novamente 
Por uma posição 
Definir novos rumos 
Felicidade desconhecida 
Partir é saber, 
Que difícil será chegar 
A algum lugar 
Melhor não exitar 
Do contrário, melhor voltar.

(CATHARINA, Roberto João Santa)

12 de janeiro de 2013

Criança, uma parte de nós


O dia amanheceu, 
a felicidade irradiava dentro de você; 
como o raiar do sol, 
aquece nossas vidas, 
ilumina nossos caminhos 
pelos quais alegrias permanecem. 
Uma vida nasce, 
o choro, a alegria, 
o sorriso, a emoção. 
Uma criança, 
os pássaros e as flores, 
uma manhã de verão. 
Um dia que veio, 
sentir as emoções 
do mundo aqui fora, 
trazer as alegrias 
para dentro de seu ser. 
Uma tamanha satisfação 
um olhar, uma luz a brilhar, 
carinho, ternura. 
Tudo isso porque 
dentro de seu coração 
existiu amor, 
e desse amor 
um eterno símbolo de união. 
Uma criança...

(NÉRIS, Risfran Amélia)

9 de janeiro de 2013

Lua


Ela se foi... 
De herança, uma mancha 
De batom 
E memórias de outros tempos... 
Foi bom, 
Às vezes... 
Foi mau, 
Às vezes... 
Às vezes, 
Apenas foi... 
A cada toque, 
Eletricidade 
Faiscando nas peles... 
Profundas impressões, 
Em mentes... 
Em dedos... 
O dourado em contraste... 
Eu albino, incólume... 
Seu corpo um lar, 
Eu menino, 
E a paz... Ah, a paz... 
“A gente era feliz e não sabia”. 
Como tantos... 
Tantas vezes...

(KAROLESKI, Oscar)

6 de janeiro de 2013

Sabe...


Dizem que todo poeta, 
Tem um pouco de loucura... 
Mas... quantos gostariam 
De se deixar transportar para o mundo dos loucos. 
Fugir dessa realidade vazia e materialista... 
Deixar a imaginação fluir com todos os sonhos escondidos... 
Quem não gostaria de fazer loucuras? 
De amar e ser amado? 
Carícias... beijos... afagos? 
Voltar a ser criança, andar descalço... 
Brincar de ciranda, dizer o que sente... 
Sorrir sem temor... gritar... 
Viver num mundo só de amor? 
E... se existe alguém 
Que já não sonha 
Apenas vive a vida como for... 
Com certeza está morto... 
Porque vida só é vida com amor! 
Sem ele que vida é essa? 
Não tem valor!

(MICHELIN, Noêmia)

3 de janeiro de 2013

O que é poesia?


É o encontro de duas pessoas num forte abraço 
Querendo conquistar o mesmo espaço 
É sentir juntos o bater dos corações 
É uma lágrima que se encontra presa 
E que por instante para a nossa surpresa 
Desliza na face, registrando nossas emoções 
É fazer sair do lábio um sorriso forçado 
É um grito na garganta sufocado 
Para a gente fingir que está tudo bem 
É o nascimento de uma saudade 
É um sonho, uma felicidade 
Que se acabaram também 
É um desencontro em nossa vida 
É o gosto amargo de uma despedida 
Que não podemos sequer impedir 
É não fugir dos problemas 
É fazer de cada momento um poema 
Para que o mundo não nos impeça de sorrir 
É o despertar de uma nova esperança 
É encontrar num gesto de criança 
A maneira mais pura de sobreviver 
É olhar nos olhos de uma madrugada 
E a esperança de um novo dia nascer 
É ouvir silencioso a voz da natureza 
E contemplar do mundo toda a beleza 
É compartilhar a vida com outras pessoas 
É amar e guardar o segredo 
É ter coragem, é sentir medo 
De ficar sozinho e de andar à toa!

(MENDES, Moacir João Alves)
 

Furtando Textos ₢ 2012-2013 Template por Template Para Blogspot customizado por Gui Spigolan